terça-feira, 27 de dezembro de 2011

Minha Vida - Peça Teatral

Minha Vida é uma peça do qual o tema principal é Drogas, mas abrange outros temas como: Gravidez na Adolescência, Estrutura Familiar e Más Companhias. É a história de um garoto que tem sua consciência do bem e a do mal, e por isso, acaba entrando em conflitos, fazendo com que a peça se desenrole.

Eu com essa peça que eu entrei no grupo Jovens Atores Capelistas em 2010 e comecei a trabalhar mais a questão do teatro na minha vida e no dia 01/04/2011 eu fiz a estreia da peça MINHA VIDA sendo o protagonista da peça junto com o grupo JAC no Theatro Municipal de Antonina.

Para ler a peça clique aqui e faça o download.

Por favor, comente depois e para quem teve a oportunidade de assistir, estou aqui para receber críticas...

Um abraço

terça-feira, 25 de outubro de 2011

Passei na banca de atores

Depois de muitos estudos, eu prestei banca para ator.
Ontem, 24 de outubro, prestei banca lá em paranaguá e passei.
Agora aguardo minha carteira profissional e assim, serei um ator profissional.
Obrigado a todos que torceram por mim.

bjs

terça-feira, 6 de setembro de 2011

Superação

Todos somos capazes de superarmos nossas diferenças, pois ela não existe.

quarta-feira, 25 de maio de 2011

Vídeos do Kit Gay






Me responda o que tem de mal nesses vídeos.
Ao contrário dos filmes e vídeos que essa gente está acostumada assistir, esses 3 vídeos não apresentam nenhuma malícia, pornografia ou promiscuidade.
Se ligue cara.

Inté

terça-feira, 17 de maio de 2011

17/05/2011 - Dia nacional contra homofobia

É difícil de acreditar, mas é verdade. Como minha professora de biologia diz: "Pleno século 30", ainda existe uma coisa chamada de homofobia.
Homofobia é uma coisa que não está mais na moda, mas como sempre existem aquelas pessoas que não entendem de moda, que neste caso, são pessoas ignorantes, sem informação, preconceituosas e filhas da mãe (para não dizer outra coisa, até porque, eu tenho pais que me dão educação, coisa que essas pessoas não têm).
Mas, como disse numa postagem anterior: Querido, FODA-SE.
Hoje, dia nacional contra homofobia, meu pai me mostrou um vídeo que fala exatamente o que penso.
Entrei no blog que meu pai indicou: Maria da Penha neles.
Nesse blog estava o vídeo do qual estou postando aqui.

obs: Foda-se somente os homofobicos.


Bjs pessoal

terça-feira, 3 de maio de 2011

Por que proibir?

Escrito no dia 03/05/2011, às 00:46 - 01:03 (nessa madrugada)



Por que proibir?

Não posso mais te beijar
Na escola, no teatro
E nem nas ruas

Por que proibir?
Por que me dizem que é polêmico?
É só um beijo igual aos outros

Polêmico?
Se comer em público não é polêmico,
Agora, um beijo é?

Sim, eu sei
Somos dois garotos
Diferentes do normal

Mas, ser diferente
É ser normal
Como qualquer um

Não posso te beijar na escola,
Pois é um beijo polêmico
Mas os tais casais normais podem

Não posso te beijar no teatro,
Pois não sei o motivo
Espero que não seja homofobia

Não posso te beijar nas ruas,
Pois se não vão nos bater
Pelo fato de sermos anormais

Estou cansado disto
Quero sentir sua boca
Encostando na minha

Se meu sangue tiver que escorrer,
Eu irei fazer uma cachoeira
Só para te beijar

Porque proibir?
Finja que não está vendo nada
Pois estou cansado de fingir que estou feliz

Quero ser feliz
Quero beijar meu namorado
Quero que vocês fodam-se

Vocês têm inveja
Por verem
Dois garotos aproveitando a vida

Não acho respostas
Até porque não existem
Mas, por que proibir?

?
?
?

segunda-feira, 25 de abril de 2011

Lágrimas de Sangue

Escrito no dia 25/04/2011, às 02:42 - 02:58 (nessa madrugada)

Logo após do poema QUE BOBO, eu escrevi esse:


Lágrimas de Sangue

Lágrimas que deslizam sobre meu rosto
Lágrimas quentes como o fogo
Lágrimas de sangue

Sangue inocente dos ditos anormais
Anormais como eu
Que choro lágrimas de sangue

Enxugue meu rosto
Que está coberto
De sangue inocente

Chega de bater nos tais anormais
Anormais como eu
Que choram lágrimas de sangue

Não mate os diferentes
Diferentes que são iguais a eu
Que choro lágrimas de sangue

Eu darei o meu próprio sangue
Para acabar com isso
Mesmo que seja na forma de morte ou lágrimas

Coloque um ponto final
Antes que seja tarde demais
E não haja mais nenhuma lágrima de sangue

Nenhuma lágrima de sangue
Lágrima de Sangue
Sangue meu

Poema: Que bobo

Escrito no dia 25/04/2011, às 02:31 - 02:40 (nessa madrugada)

Eu estava deitado na minha cama esperando o sono aparecer e de repente minha cabeça começou a ferver.



Que bobo

Eu olho para um garoto
Com aparência de bobo
Um bobo infeliz

Porque ser infeliz
Se posso ser um bobo
Com alegrias e conquistas

Posso sim ser capaz
De fazer o papel de bobo feliz
Um bobo que quer ser alguém

Mas me pergunto
Se tudo isso 
Não é muito bobo

Cheguei na conclusão
De que bobo
Tudo isso é

Mas não me importo
Desde que eu seja 
O bobo feliz

domingo, 10 de abril de 2011

Sem preconceito e um futuro melhor

Viver é isso, ser feliz do lado de quem amamos...

Sem se preocupar com a orientação sexual...


Independente da idade...
Com amizade e sem racismo...
Temos que aprender a ver beleza...
Temos que construir um futuro...
Sem nenhum preconceito

É isso pessoal, vamos viver sem preconceitos.


*Quaisquer problemas com créditos das fotos entre em contato, pois retirei essas fotos da internet e não achei seus devidos autores. 

sábado, 2 de abril de 2011

Obrigado a todos

Gostaria de agradecer á todos que compareceram para a estreia da minha peça MINHA VIDA, que ocorreu na noite de ontem.
O espetáculo foi maravilhoso, eu me emocionei muito, pois é muito bom no final você ver a platéia aplaudindo um trabalho que levou um ano para ser concluído.


Queria agradecer especialmente a Rita Bender que acreditou no meu trabalho e ao elenco, que cada um  desempenhou sua personagem maravilhosamente.

Quem não pode assistir, não fique triste, pois é provável que terá uma reapresentação depois da páscoa. 

Obrigado a todos.

sexta-feira, 1 de abril de 2011

Minha Vida

Olá pessoal.
Primeiramente, me desculpo por não ter postado mais.
Em segundo, explico, não postei mais pelo fato de que hoje é a apresentação da minha peça e, então, tive que ficar ensaiando todos os dias.



Minha Vida é uma peça do qual o tema principal é Drogas, mas abrange outros temas como: Gravidez na Adolescência, Estrutura Familiar e Más Companhias. É a história de um garoto que tem sua consciência do bem e a do mal, e por isso, acaba entrando em conflitos, fazendo com que a peça se desenrole.

Direção: Rita Bender
Roteiro: Jean Cequinel
Elenco: Jean Cequinel, Ari D’ Paula, Márcia Legobi, Paula Neuburger, Antoninho Alves, Naiara John, Jheferson Duarte, Nati Corisco, Andril Gonçalves, Guilhermo Honório, Lucas Viba, Amanda Guimarães, Andressa Lima, Edson D’ Paula, Ariane D’ Paula, Lorena Guerra, Jackson L. Amaro, Mauro Gaspar, Fernanda Freire, Roberta Bender, Ariele D' Paula.

A peça será hoje às 19:30 no Theatro de Antonina, o ingresso será R$ 3,00

Apareçam

sexta-feira, 25 de março de 2011

Em breve ...

Atenção queridos leitores, em breve irei postar as seguintes peças teatrais:

ESSE TAL DE ROQUE ENROW: Baseada na música "Esse tal de Roque Enrow" da minha querida Rita Lee, conta o drama de uma mãe que não entende sua filha e do tal Roque Enrow que quer ser respeitado e conhecido pelo o que é. A peça está no seu toque final, pois já escrevi, mas o Antoninho está fazendo alguns ajustes. Não se preocupem, não vai demorar muito. Há, essa peça é para dar risadas.

SONHOS DE UM PALHAÇO: Baseada na música "Sonhos de um palhaço" de  Antonio Marcos, conta uma triste história de um palhaço. Eu acabei de conhecer a música e o cantor, pois a Paula, uma amiga, escutou na televisão e me indicou, dizendo que a letra era minha cara e que daria uma ótima peça. Eu escutei e realmente, me identifiquei com alguns trechos, sem contar que dará uma peça espetacular. Irei fazer um drama e vai demorar uns 2 meses para postar, creio.

ENSAIO PARA ROMEU E JULIETA: Uma comédia que já apresentei no THEATRO DE ANTONINA, para dizer a verdade, foi a primeira e sem contar que foi uma tragédia, pois um dos atores faltou (Antoninho, que na época era apenas colega). Eu fiz uma adaptação super engraçada e sem sentido, era só para dar risada. Essa eu irei postar o mais breve possível, pois já está pronta. Creio que no máximo, semana que vem eu coloco ela para vocês lerem.

ROMEU E JULIETO: Não escrevi, mas já está pronta na minha cabeça. Será um drama, onde irei atacar a sociedade homofobica. Nessa peça irei "criar" uma personagem para cada amigo gay meu, baseado nele mesmo, ou seja, todos os atores do grupo LGBT iram interpretar sua história. Como disse, é para atacar, pois quero que a sociedade fique chocada quando assistir o espetáculo. Espero que eu passe para o papel nos próximos meses, vamos ver no que vai dar.

MINHA VIDA: Já postei aqui no blog, mas como nós do grupo de teatro JAC estamos ensaiando, eu resolvi tirar e postar só após a apresentação, que será no máximo mês que vem. Essa peça aborda vários temas, mas o principal é DROGAS. Por tratar de um tema muito sério, a peça é um drama.

Por enquanto posso informar isso. Existem outras, mas ainda estão sendo construídas na minha mente. Espero que essas citadas ali em cima, poça ser postada em breve. Minha cabeça está a mil, pois estou com muitas ideias.

Beijo pessoal.

quinta-feira, 17 de março de 2011

Crianças Desabrigadas

Escrito no dia 17/03/2011, às 21:28 - 21:53

Bem, esse é mais um dos meus poemas que, por sinal, escrevi hoje.



Crianças desabrigadas

Seus olhos me pedem:
Quero ajuda tio,
Preciso de você,
Pode me dar carinho?

Brinca comigo?
Estou com sede,
Minha mãe esta chorando,
Essas são suas palavras

Porque, porque fazer isso
Para deixar nosso futuro sofrer?
 São apenas crianças
Que necessitam de amor

Precisam de amor
E não destruição,
Precisam brincar
E não sofrer

Para que tirar
O pouco que tinham,
Mas fico feliz em poder ajudar
Claro, da minha maneira

Uma maneira diferente,
Apenas concentro felicidade
E depois contágio a criançada
Que logo vem pular

Eu sei que é pouco,
Mas é o que poço fazer
E fico tranquilo, pois elas gostam,
Vejo isso nos olhos de cada um

Olhos de crianças
Respondem tudo
E confortam nossos sentimentos,
Poço ver nos olhos esperançosos

Espero que tudo volte ao normal,
Que o verde não seja barro,
Que a felicidade se prevaleça
E que crianças não fiquem desabrigadas.

Apenas expressei alguns sentimentos. Minha cabeça está a mil, mas meu tempo está totalmente contato, então, farei o possível para postar o mais breve possível. 

Inté

terça-feira, 15 de março de 2011

Definição de GAY


Claro que é uma definição minha, e não de um dicionário.

Gay: ¹ uma pessoa que tem problemas, alegrias, tristezas, conflitos, família, amigos, pensamentos entre outras coisas que qualquer ser humano tem ou possa ter. ² Uma pessoa que gosta de pessoas do mesmo sexo. ³ Um homem mais sensível, educado, cabeça aberta entre outras coisas, comparando com os tais MACHOS.

Resumindo, uma pessoa que é gay não é mais e nem menos que qualquer outro ser humano. Nós erramos e acertamos, somos felizes e tristes, igual a você e qualquer outra pessoa. Não deixe que gostos, pensamentos, e opções diferentes sejam uma barreira para nos unirmos e sermos felizes, pois se a UNIÃO é capaz de fazer açúcar, pode ser capaz de trazer PAZ e AMOR.

Inté

segunda-feira, 14 de março de 2011

Os olhos veem...

Escrito no dia 22/01/2011, às 02:06

Foi a partir desse poema que eu escrevi a paródia Meus Olhos, postado anteriormente.



Meus olhos veem...

Meus olhos,
Castanhos e grandes,
Estão vendo o horizonte

Um horizonte de sonhos,
Sonhos com finais felizes
Iguais as histórias de nossos avós

Mas infelizmente é apenas sonho,
Um sonho que cada vez
Se torna menos provável

Meus olhos veem violência,
Preconceitos e destruição,
Não é isso que quero ver

Meus olhos necessitam ver
Paz, natureza e futuro,
Um futuro sem guerras

Preciso de colírio,
Pois meus olhos estão cansados
De ver o resultado das guerras

Meus olhos apenas pedem
Para ver as bandeiras brancas
Serem levantadas e honradas

Meus olhos
Estão vendo
Tudo...

Meus olhos estão...
Se fechando

Meus olhos

Escrito no dia 11/03/2011, às 10:30
Esse poema eu escrevi para um trabalho de Artes, onde eu teria que fazer uma paródia.
Eu escolhi a música Rosa de Hiroshima, que é um poema do qual o Ney Matogrosso canta.
Foi fácil, pois eu peguei um poema que eu tinha escrito e modifiquei para se adaptar a música/poema.


Meus olhos

Meus olhos veem
Violência e preconceitos
Meus olhos veem
Miséria e fome
Meus olhos veem
Desonestidade
Meus olhos veem
Apenas infelicidade
Mas preciso de colírio
Para meus olhos
Olhos cansados de
Ver destruição
Vamos levantar a
Bandeira branca
Vamos respeitar
As diferenças
Vamos apenas viver
De forma feliz

Quem sou eu?

Escrito no dia 16/08/2010, às 00:56


Quem sou eu?

Tive um passado complicado,
Tenho um presente confuso
E um futuro indeciso

Sou um garoto alegre
Com muitas dúvidas
E, infelizmente, angústias

Tenho poucos amigos
E vários colegas,
Mas tenho muitos conhecidos

Confio em poucos,
Muitos confiam em mim
E eu sou assim

Muitos acham que me conhecem,
Poucos me conhecem
E eu sei quem sou

Eu sou quem sou
E sou um simples Jovem
Que se chama Jean

Plágio é crime

 
 O plágio é o ato de assinar ou apresentar uma obra intelectual de qualquer natureza (texto, música, obra audiovisual, teatral, etc) contendo partes de uma obra que pertença à outra pessoa sem colocar os créditos para o autor original. No ato de plágio, o plagiador apropria-se indevidamente da obra intelectual de outra pessoa, assumindo a autoria da mesma.
Segundo a Lei de Direitos Autorais 9.610/98 (Lei 9.610/98), plágio pode constituir crime de violação de direitos autorais.

Por isso, peço a todos para não reproduzirem meus poemas e minhas peças teatrais.

Fonte: Wikipedia 
Banner: Alexandre Costa

O começo do meu diário


Bom, estou inaugurando meu blog, aqui irei publicar tudo que for de meu gosto. Para quem não me conhece, eu escrevo peças de teatro e sou ator. Comecei a escrever com 13 anos, mas, comecei a levar a sério só a partir dos meus 16 anos. Gosto de colocar meus sentimentos em forma de poemas. Gosto de cozinhar. Adoro tentar ser psicólogo para solucionar os problemas dos meus amigos. Escrevo muitas coisas erradas, então, por favor, me desculpem se eu assassinar o nosso querido português.
Então é isso pessoal, espero que vocês curtem esse blog, que para mim, será meu diário. Se alguém não gostar, sinto muito, visite outros blogs. Se você gostar, significa que você é louco, ou seja, é dos meus.
Um grande abraço a todos.

Que tal ler esses

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...